Noite Eterna – Parte 2

Padrão

Primeira aula… Que coisa chata. Se eu já passei de ano não sei por que ainda tenho que freqüentar as aulas. É tão chato ficar escutando esse professor chato falando durante uma hora sem parar. Sua voz é monótona e sem emoção, assim como a minha vida. Faz-me querer dormir, assim como a minha vida. Faz-me querer provocar alguém e apanhar só pra sentir alguma coisa. Eu já não sinto mais nada, por que nunca tenho estímulo. Já desisti de ser feliz, de ser especial.

O sinal do recreio toca. Esse sinal tem com certeza o som mais chato da terra. Não é como aquilo que vemos na televisão que é um sino batendo. Parece um choque ou coisa assim, é horrível. Saio com Fred para comprar um lanche na cantina. Quando chegamos lá desistimos de comprar por causa da extensa fila. Ele resolve voltar, mas eu prefiro me sentar num sofá que fica na mesma área e esperar a fila diminuir. Odeio filas, são para uma amostra grátis de como é o inferno.

Passo dez minutos sentado no sofá. Nem estou mais prestando atenção na fila. Começo pensando na minha vida, na minha sede por aventura, na minha depressão. De repente eu já não estou pensando em nada, como um paciente vegetal meu cérebro simplesmente desliga. Às vezes deixo isso acontecer. Nem me importo de parecer tão estranho no meio de todas aquelas pessoas. De repente uma coisa inesperada acontece. É uma garota. Ela senta do meu lado.

– Oi, meu nome é Mariane.

– Oi, eu sou o Fabiano. – Digo isso da maneira que eu sempre digo, mas o meu normal é anormal para os outros.

– Haha, você é engaçado… Eu sou aluna nova aqui na escola. Você não quer me mostrar o lugar?

– C-claro. Por onde você quer começar?

– Sei lá, eu que sou a aluna nova. Se lembra?

– Ah! Foi mal… Acho que eu vou ser seu guia turístico por hoje, não é?

– Acho que sim. Podemos começar de uma vez?

Foi estranho isso acontecer… Uma garota simplesmente senta do seu lado e pede pra que você a mostre a escola. Mas eu entendo. Às vezes eu começo a conversar com estranho do nada também. Geralmente é por que estou muito deprimido e sozinho. Não gosto de desabafar com minha família e amigos, então uso estranhos como válvula de escape. Foi legal conversar com Mariane. Ela me pediu pra mostrar o lugar, mas o que eu fiz foi ficar conversando sobre músicas, filmes e outros hobbies enquanto caminhávamos por aí. Foi divertido, acho que fiz uma nova amiga. Cara… Ela é realmente bonita.

Garotas. Nunca consegui realmente me apaixonar antes. É claro que sempre tive atração por elas, mas nunca me apaixonar. Já senti aqueles conhecidos sintomas perto de garotas como taquicardia, suar frio, etc. Mas nunca foi amor, somente uma forte atração sexual. Sei disso porque sempre foi pela garota mais atraente que estava disponível. Achava também que só se podia ter amor por uma pessoa feia, aí sim você teria certeza. Mas quando vi essa garota comecei a me questionar. E se eu estou apaixonado pela garota mais bonita, não porque ela é realmente a mais bonita, mas porque ela é a mais bonita para mim? E se eu criei essas teorias só porque eu queria continuar sozinho? Agora que eu não quero mais ficar sozinho começo a revisar meus conceitos. Acho que eu estou apaixonado, o que eles chamam de paixão à primeira vista. E eu nunca vou saber se realmente é amor ou não se eu não tentar…

Volto para a escola no dia seguinte. No recreio me encontro novamente com Mariane. Converso mais com ela e descubro mais coisas. Disse que até que gosta de Legião Urbana, mas prefere mesmo música clássica. Sabe também tocar violino. Tenho vergonha de contar que toco um pouco de violão, porque todo mundo toca então deixo mudo de assunto. Agora também descubro que ela adora cinema. Conta dos seus filmes e atores favoritos. Diz que seus filmes favoritos são de terror. Falo pra ela que terror para mim é uma comédia mais sangrenta, e me surpreendo quando ela fala que também acha engaçado. Chamaria ela para ir ao cinema, mas torrei toda a minha grana comprando revistas em quadrinhos nas férias. Fica pra próxima. O recreio, infelizmente, acaba. Pergunto qual é a sala dela. Digo que a minha é o 1ºC. Ela responde que a dela é 1ºA.

Continua… Na parte 3 fica mais emocionante, acredite.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s