A triste História de Nicolau – Parte Final (4)

Padrão

Depois do programa da fuinha Nicolau ficou vagando pelas ruas de São Paulo, até encontrar uma velha casa abandonada. Ela era bem grande, com plantas trepadeiras crescendo em suas paredes, Nicolau não

tinha onde dormir, e aquele parecia ser um bom lugar para passar a noite.

Ao entrar na casa, Nicolau percebeu que apesar de antiga e abandonada, a casa era bem cuidada e não apresentava poeira. Nas paredes, quadros enormes aparentemente caros e alguns retratos antigos decoravam a sala de entrada. Nicolau foi até o banheiro, abriu a torneira e surpreendentemente, havia água limpa encanada na casa, Nicolau não pensou duas vezes e tomou um banho. O banheiro era muito chique, tinha uma pia de mármore, torneiras douradas e uma banheira enorme, tudo em um estilo antigo.

Nicolau se deitou eu uma cama de casal em um dos quartos da casa, de sua mochila tirou um cobertor fino e o usou como travesseiro, já que na cama só havia um cobertor usado como lençol e não havia travesseiro e dormiu.

No meio de seu sono, Nicolau é despertado por um esquilo, que passava por cima do seu rosto, assim que Nicolau abre os olhos, o esquilo corre em direção á um buraco na parede e Nicolau segue o esquilo.

A curiosidade fala mais alto e Nicolau Quebra a parede na qual o esquilo se escondeu usando uma marreta e logo ouve vários gritos, não era alucinação, haviam cerca de vinte esquilos falantes desesperados na sua frente.

-Socorro! Ele vai nos matar! – Disse Butters, o esquilo que acordou Nicolau.

-Wow! Esquilos falantes! Calma galerinha, não sou mau, Sou Nicolau, e sou seu amigo!

-Invade nossa casa, usa nosso banheiro, destrói nossa toca, bagunça nossa cama e ainda diz ser nosso amigo? – Disse Mordecai, o patriarca, chefe dos esquilos.

-Não se preocupem, Vou concertar tudo! – Disse Nicolau.

Após lavar o banheiro, Concertar a toca dos esquilos e arrumar a cama, Nicolau disse:

-Ponto! Agora está tudo como antes, me expliquem: como vocês aprenderam a falar?

-Essa é fácil: quando nossos antepassados chegaram á essa casa abandonada, anos atrás, eles roíam os livros, e com isso absolveram o conhecimento deles, e aprenderam não só a falar, mas também a ler, escrever e raciocinar. – Disse Butters.

– Que impressionante! – Disse Nicolau.

-Agora nós somos mais inteligentes que a maioria dos humanos. – Disse Pereirinha, o sensato do grupo (e bastante arrogante)

-Nossa! Isso é impressionante, Vocês podem me ajudar a ser tão inteligentes quanto vocês? – Disse nicolau

-Claro, podem contar comigo! Ainda essa semana você vai ficar mais inteligente do que grande parte dos humanos. – Disse Butters.

-Oh, Obrigado! Muito obrigado, a todos vocês, amigos.

– O único amigo seu aqui é o Butters (u_u) – Disse Pereirinha.

-Pegue leve, Pereirinha. – Disse Mordecai

Butters levou Nicolau até a biblioteca e disse:

-Pode começar.

-Certo! – disse Nicolau, enquanto comia uma página de um livro de álgebra.

Dois meses depois, Nicolau não havia comido nada além de páginas de livros e estava muito inteligente, fez faculdade de Direito, foi considerado uma das pessoas mais importantes do mundo, Ganhou o premio Nobel da Paz por Sugerir á ONU (organização das nações unidas) para que defendessem os esquilos do mundo todo, fazendo com que todos os países dessem 78% dos seus bens para os esquilos que nele habitavam.

Nicolau morava na Suíça, agora que era famoso e muito rico, mas voltou ao Brasil para visitar seus amigos esquilos, agora bilionários, todos ficaram  emocionados com sua visita e fiseram nele uma tatuagem com o símbolo dos esquilos, e Nicolau se tornou oficialmente um esquilo honorário.

Nessa viagem, Nicolau reencontrou uma velha amiga, Maria Lúcia. Ao vê-la, disse:

-Maria Lúcia! Á quanto tempo!

-Eu sei! Olhe só pra você, Está ótimo!

-Obrigado, Você também está, eu pensava que você estivesse morta!

-Na verdade eu estava desmaiada, no hospital cuidaram de mim e me recuperei.

-Ótimo, então nos casaremos Domingo.

-Okay.

Na mesma semana se casaram, Nicolau vendeu suas coisas na suíça e eles se mudaram para o Rio de Janeiro e tiveram um filho chamado João.

Em um belo dia, Nicolau estava com João em uma lanchonete em uma favela, Quando dois homens encapuzados e armados abordaram-os e disseram para entrar em um carro preto estacionado próximo deles, com um homem dirigindo. Um terceiro homem pegou João e o colocou no carro. Na mesma hora, Nicolau lembrou-se de um livro de autodefesa que ele havia comido e agarrou o ‘capanga #1’ e com a sua arma disparou no ‘capanga #2’, então o ‘capanga #1’ se soltou e começou a perseguir Nicolau, o ‘capanga #2’ ferido, pegou o celular e ligou para seus comparsas pedindo reforços e logo chegaram.

Nicolau subiu no telhado de uma casa e a perseguição continuou pelos telhados da favela, mais quatro capangas chegaram armados correndo atrás dele. Em um momento da perseguição, mais dois capangas corriam em sentido oposto, na direção de Nicolau, ele foi obrigado a virar para a direita, quando chegou a uma laje relativamente alta e foi obrigado a arriscar um pulo que foi mal sucedido e ao cair na rua, quebrou uma perna, uma fratura exposta e não pode mais andar, ficou deitado na calçada, encostado em um muro, quando um carro Chrysler branco parou do seu lado e saem dele um homem parecido com o  Justin Timberlake com um terno branco e Maria Lúcia. Nicolau ficou muito surpreso e exclamou:

-Maria Lúcia! O que isso quer dizer?!

-Ora, ora, ora… mas você é muito burro mesmo em Nicolau…  Existem coisas que os livros não ensinam. Eu não amo você, nunca amei. Eu armei contra você, só queria seu dinheiro. Agora, acabe logo com isso Filip.

Filip, o homem de terno branco, sacou um enorme revólver prateado para matar Nicolau, quando Nicolau tirou de seu coldre uma pequena pistola e deu dois tiros no peito de Filip e o mata, Filip caiu encostado do carro branco, deixando sua marca de sangue.

Os outros 7 capangas apareceram e Nicolau rapidamente matou todos com sua arma. Maria Lúcia, desesperada, pediu que Nicolau a perdoasse e não a matasse. Nicolau estava disposto á não matá-la pois era apaixonadíssimo por ela, mas ela pulou sobre ele empunhando um canivete. Nicolau, rápido como sempre, deu um tiro em Maria Lúcia, que quando caiu morta sobre ele, o feriu nas costelas com a faca.

Apesar de tudo, Nicolau estava livre, havia acabado com todos os seus inimigos, quando de repente sai do carro um garoto trajado como Filip e  fumando um charuto, era João, filho de Nicolau. João pegou o revólver da mão de Filip e disse “adeus pai, você já deu o que tinha que dar. E ah, muito obrigado por falir o Brasil.” E deu três tiros em Nicolau, no mesmo instante a vista de Nicolau se embaçou, e o sangue obstruiu sua garganta e disse: “Muleque viado” essas foram as últimas palavras de Nicolau.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s